sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

OS DEZ COMPROMISSOS

Um livro que foi um divisor de águas na minha vida, parafraseando Ele, posso dizer que palavras são os menos eficazes métodos de descrever o conhecimento que esse livro tem. Bom, tem também o filme que foi lançado há uns dois anos que explica como o autor começou a "Conversar com Deus"... http://www.youtube.com/watch?v=G1O_-zR3Z6Q
Segue abaixo um trechinho do livro 1...

OS DEZ COMPROMISSOS

Você saberá que seguiram o caminho para Deus, e que O encontraram, através destes
sinais, destas indicações, destas mudanças em sua vida:

1. Amará a Deus com todo o seu coração, toda a sua mente e toda a sua alma. E não
haverá outro Deus além de Mim. Não cultuará mais o amor humano, o sucesso, o dinheiro,
o poder ou qualquer um de seus símbolos. Porá essas coisas de lado como uma criança põe
de lado brinquedos. Não porque elas não têm valor, mas porque as superou.
E você saberá que seguiu o caminho para Deus porque:

2. Não usará o Meu nome em vão. E não me pedirá desejos inúteis. Compreenderá o
poder das palavras e dos pensamentos, e não pensará em invocar o nome de Deus como um
herege. Não usará o Meu nome em vão porque não poderá fazer isso. Porque o Meu nome -
o Poderoso "Eu Sou" - nunca é usado em vão (isto é, sem resultado), e jamais poderá ser. E
quando você tiver encontrado Deus, saberá.
Eu também lhe darei estes outros sinais:

3. Você se lembrará de guardar um dia para Mim - o sábado - e o considerará santificado.
Isso para que não continue com a sua ilusão, mas se lembre de quem e do que você é. E
então logo considerará todos os dias e todos os momentos santificados.

4. Honrará sua mãe e seu pai, e saberá que é Filho de Deus quando honrar seu Pai/sua
Mãe Deus em tudo que disser, fizer ou pensar. E ao honrar a Mãe/o Pai Deus, e seu pai e
sua mãe na Terra (porque eles lhes deram a vida), honrará todas as pessoas.

5. Você sabe que encontrou Deus ao observar que não matará (isto é, propositadamente,
sem motivo). Porque quando você entender que de qualquer modo não pode pôr fim à vida
(toda vida é eterna), não escolherá pôr fim a uma determinada encarnação, ou mudar
qualquer energia vital de uma forma para outra, sem a justificativa mais sagrada. Seu novo
respeito pela vida o fará honrar todas as formas de vida - inclusive as plantas, as árvores e
os animais - e exercer influência sobre eles de alguma forma apenas quando isso for
absolutamente necessário.
E Eu também lhe enviarei estes outros sinais, para que saiba que está no caminho:

6. Você não maculará a pureza do amor com desonestidade ou traição, porque isso é
adultério. Eu lhe prometo que quando encontrar Deus, não o cometerá.

7. Não tomará para si um objeto que não lhe pertence, nem trapaceará ou prejudicará
outra pessoa para obtê-lo, porque isso seria furtar. Eu lhe prometo que quando encontrar
Deus, não furtará.
E não...

8. Mentirá, e portanto não dará falso testemunho contra seu próximo.
Também não...

9. Cobiçará a mulher de seu próximo. Por que iria querer a mulher de seu próximo
quando sabe que todas as outras podem ser suas?

10. Não cobiçará os bens de seu próximo. Por que iria cobiçá-los quando sabe que todos
os bens podem ser seus, e todos os seus bens pertencem ao mundo?
Você saberá que encontrou o caminho para Deus quando perceber esses sinais. Porque
Eu prometo que quem procurar sinceramente Deus não cometerá mais esses erros. Seria
impossível continuar a ter tais comportamentos.

Essas são as coisas que você tem liberdade para fazer, não as suas restrições. Esses são
os meus compromissos, não os meus mandamentos. Porque Deus não dá ordens ao que
criou - apenas diz a Seus filhos: é assim que saberão que estão vindo para o lar.
Moisés perguntou seriamente: "Como eu posso saber? Dê-me um sinal." Ele fez a mesma
pergunta que você faz agora. A mesma que todas as pessoas em todos os lugares têm feito
desde o início dos tempos. Minha resposta é igualmente eterna. Mas nunca foi, e nunca
será, um mandamento. A quem daria ordens? Quem puniria se Meus mandamentos não
fossem cumpridos?

Só Eu existo.

Nenhum comentário: