quinta-feira, 5 de março de 2009

Como posso mudar o meu pensamento?

Como posso mudar o meu pensamento? O que eu penso sobre algo é a minha opinião a respeito. Meus pensamentos, minhas atitudes e idéias não surgiram da noite para o dia. Tenho de achar que são o resultado de anos de experiência, uma vida inteira me deparando com as situações. O Senhor está certo a respeito do que eu penso sobre o dinheiro, mas como posso mudar isso?

Essa poderia ser a pergunta mais interessante do livro. Para a maioria dos seres humanos, o método usual de criação é um processo de três passos que envolve pensamentos, palavras e atos.
Primeiro vem o pensamento; a idéia formativa; o conceito inicial. Depois vem a palavra. Quase todos os pensamentos se transformam em palavras, que freqüentemente são escritas ou ditas. Isso dó mais energia ao pensamento, empurrando-o para o mundo, onde pode ser notado por outras pessoas.
Finalmente, em alguns casos as palavras são postas em ação, e você tem o que chama de um resultado; uma manifestação no mundo físico do que começou com um pensamento. Tudo ao seu redor no mundo criado pelo homem surgiu assim - ou por meio de uma variação disso. Todos os três centros de criação foram usados.
Mas agora surge a pergunta: como mudar um Pensamento Responsável? Essa é uma ótima pergunta. E também muito importante. Porque se os seres humanos não mudarem alguns de seus Pensamentos Responsáveis, a humanidade poderá condenar-se à extinção. O modo mais rápido de mudar um Pensamento Responsável, ou uma idéia arraigada, é inverter o processo pensamentos-palavras-atos.

Explique isso.
Realize o ato que quer para dar origem ao novo pensamento. Depois diga as palavras que quer para dar origem ao novo pensamento. Faça isso até treinar a mente para pensar de um novo modo.

Treinar a mente? O Senhor se refere a controle mental? Isso não é apenas manipulação mental?
Você tem idéia de como a sua mente começou a pensar como agora pensa? Não sabe que o seu mundo a manipulou para pensar assim? Não seria melhor você, e não o mundo, manipulá-la?
...
Trecho acima extraído do livro 1...

Nenhum comentário: