quinta-feira, 25 de junho de 2009

Todos somos um

video

Trecho extraido do filme Todos Somos Um

Caminhada



“O que importa na vida não é o
ponto de partida, mas a caminhada.
Caminhando e semeando, no fim
terás o que colher.”
Cora Coralina

domingo, 21 de junho de 2009

O significado das nossas escolhas

Nem sempre podemos fazer tudo o que desejamos...
Ou seja, podemos deixar de escolher.
Mas como podemos deixar o livre arbítrio de lado se somos divinos, se nossa dádiva é viver, é vivenciar uma escolha atrás da outra, de todas as formas e mesmo que os resultados não sejam os esperados?

Mas e se quiséssemos viver algo planejado, controlado ou segurado? Podemos também. Assim o final já estaria escrito, as emoções apareceriam nos momentos "certos", tudo já estaria resolvido, mecanicamente.
...

Somos seres dinâmicos inseridos num universo mais que dinâmico. Acho que não temos nem idéia da imensidão dele, nem da sua forma, nem do seu propósito. Mesmo assim, queremos saber se nossas bússolas estão apontando para o rumo "certo".

Saimos de uma Fonte e regressaremos para Ela, essa é a única certeza.
E com essa amplificação da consciência, realmente tudo tem um significado, mesmo que as vezes pareçam óbvios, precisamos aprender a ler as entre linhas das mensagens que nos são enviadas. É uma espécie de feedback divino que nos mostra se estamos no caminho "certo" ou no caminho "rápido" de volta para a Fonte.

Racionalizamos o "inracionalizável". Notamos significados profundos como se, por exemplo, eu caisse feio e os outros chorassem, e depois quando eu me levantasse, serão eles os primeiros a sorrirem. Logo posso concluir que as vezes temos que tomar vários tombos para sacudir muitas vidas. Para quebrar a mecânica, para sair do "planejado". Para que, na bagunça, tudo comece a tomar outro rumo, o que era ruim transforma-se em bom, o feio torna-se bonito, o pequeno, grande. E ai vai...

É inteligente dar ouvidos a quem já passou por esses tombos e fala a verdade porque os ama e quem sabe um dia, com essa expansão infinita da consciência, conseguiremos eliminar perguntas do tipo:
-Para que corrermos riscos sem necessidade??? Será que algo ou alguma coisa pode nos fazer mal?? Eu preciso ter medo ou sofrer??

É uma escolha, quer arriscar?

H.

As 7 Verdades do Bambu

Depois de uma grande tempestade, o menino que estava
passando férias na casa do seu avô, o chamou para a varanda
e falou:

- Vovô, corre aqui!! Me explica como esta Figueira, árvore
frondosa e imensa que precisa de quatro homens para abraçar
seu tronco, se quebrou, caiu com o vento e com a chuva, e este Bambu, tão fraco, continua de pé?

- Filho, o Bambu permanece em pé porque teve a humildade de
se curvar na hora da tempestade. A Figueira quis enfrentar o vento.

O Bambu nos ensina sete coisas. Se você tiver a grandeza e a
humildade dele vai experimentar o triunfo da paz em seu coração.

A primeira verdade que o Bambu nos ensina, e a mais importante, é a humildade diante dos problemas, das dificuldades. Eu não me curvo diante do problema e da dificuldade, mas diante daquele, o único, o princípio da paz, aquele que me chama, que é Deus.

Segunda verdade: o Bambu cria raízes profundas. É muito difícil arrancar um Bambu, pois o que ele tem para cima ele tem para baixo também. Você precisa aprofundar a cada dia suas raízes em Deus.

Terceira verdade: Você já viu um pé de Bambu sozinho? Apenas quando é novo. Mas, antes de crescer, ele permite que nasçam outros a seu lado. Sabe que vai precisar deles. Eles estão sempre grudados uns nos outros, tanto que, de longe, parecem com uma árvore. Às vezes tentamos arrancar um Bambu lá de dentro, cortamos e não conseguimos. Os animais mais frágeis vivem em bandos, para que, desse modo, se livrem dos predadores.

A quarta verdade que o Bambu nos ensina é não criar galhos.
Como tem a meta no alto e vive em moita, comunidade, o Bambu
não se permite criar galhos. Nós perdemos muito tempo, na vida,
tentando proteger nossos galhos, coisas insignificantes que damos um valor inestimável. Para ganhar, é preciso perder tudo aquilo que nos impede de subirmos suavemente.

A quinta verdade é que o Bambu é cheio de 'nós' (e não de eu's). Como ele é oco, sabe que, se crescesse sem nós, seria muito fraco. Os nós são os problemas e as dificuldades que superamos. Os nós são as pessoas que nos ajudam, aqueles que estão próximos e acabam sendo força nos momentos difíceis. Não devemos pedir a DEUS que nos afaste dos problemas e dos sofrimentos. Eles são nossos melhores professores, se soubermos aprender com eles.

A sexta verdade é que o Bambu é oco, vazio de si mesmo.
Enquanto não nos esvaziarmos de tudo aquilo que nos preenche, que rouba nosso tempo, que tira nossa paz, não seremos felizes. Ser oco significa estar pronto para ser cheio de Deus.

Por fim, a sétima lição, que o Bambu nos dá, é exatamente o titulo do livro: ele só cresce para o alto. Ele busca as coisas do Alto. Essa é a sua meta.

(Retirado do livro: "Buscando as coisas do alto")

quarta-feira, 17 de junho de 2009

BAZAR

Por Martha Medeiros

No mural do colégio da minha filha, encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos.

O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento.
Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:

- Que coisa triste, ter que vender tudo que se tem!

- Não é não, respondi. Já passei por isso, e é uma lição de vida.

Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes. O resto, vendi tudo. E por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som; tudo o que compõe uma casa.

Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi.

Às vezes, o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava pra subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.

Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.

No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros.

Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.

Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.

Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.

Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que se torna cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida.

Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile.

Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.

Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde.

Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza.

E lhes garanto: se só possuímos, realmente, na vida o que dela pudermos levar ao partir, é melhor refletir e começar a trabalhar o desapego já.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Curso de introdução a Meditação




São "educados" aqueles que aprenderam muito, lembraram muito, e fizeram uso do seu conhecimento na vida prática. Às suas virtudes eu chamarei de educação.
P.R.SARKAR


Conteúdo:
Módulo 1 - Abrindo a Mente
-O que é meditação;
-Exercícios de Feldenkrais;
-Exercícios respiratórios e
auto massagem;
-Estado de presença;
-Crenças, opiniões e fatos;
-Posturas básicas de Yoga;
-Relaxamento Profundo;

Módulo 2 - Entendendo o Tantra
-Micro e Macrocosmo;
-O Universo energético;
-Atividades preparatórias;
-Ciência e Chakras;
-Mantras: conceito e prática;
-Alimentação: corpo, mente, alma;
-Ideações;
-Conduta;
-Meditação Coletiva.

Benefícios:
-Equilíbrio psico-físico e mental;
-Elevação do estado de consciência;
-Clareza de pensamento
-Aumento da capacidade de
concentração auto-controle;
-Alívio do estresse;
-Estilo de vida saudável;
-Desenvolvimento do estado de
presença e serenidade no
dia a dia;

Módulo 1, início dia 26 de junho

Módulo 2, início dia 31 de julho

Todas as sextas das 19:30 às 21 horas
Ministrante: Harideva
Valor R$ 60,00/módulo com 4 aulas
Inclui Certificado de Participação
Local: Contos e Encontros Livraria, Rua 15 de Novembro, 307 - Tatuí-SP
Fone: (15) 3305-4986
atendimento@contoseencontros.com.br

Paul McCartney faz campanha por 'segunda-feira sem carne'

Notícias BBC Brasil

O ex-beatle Paul McCartney está liderando uma campanha para convencer a população a não comer carne uma vez por semana, com o objetivo de ajudar no combate ao aquecimento global.

Músicos, atores, cozinheiros famosos e celebridades - assim como as duas filhas de McCartney, Stella e Mary - também participam do movimento, batizado de Meat Free Monday ("Segunda-Feira Sem Carne", em tradução literal).

Para demonstrar seu apoio, chefs de conhecidos restaurantes da capital britânica passarão a oferecer cardápios vegetarianos opcionais às segundas-feiras. E autores de livros de culinária criaram receitas vegetarianas especias para o site da campanha.

"Temos de nos preocupar com a mudança climática porque, caso contrário, vamos deixar nossos filhos e os filhos deles em uma situação muito complicada", disse Paul McCartney ao jornal britânico The Independent.

Mudança

A família McCartney conta com o apoio não apenas de gente ligada ao mundo do showbusiness, mas também de especialistas dos campos da ciência, dos negócios e do meio ambiente.

O cantor britânico Chris Martin, o ator americano Kevin Spacey e o empresário britânico Richard Branson estão entre eles.

O site da campanha Meat Free Monday cita dados da entidade de pesquisas climáticas Climate Research Network, segundo os quais a produção de alimentos seria responsável por entre 20% e 30% das emissões dos gases que provocam o aquecimento do planeta. A criação de animais seria responsável por metade dessas emissões.

Segundo estatísticas incluídas no site, entre 1961 e 2007, o consumo de carne no mundo quadruplicou e o consumo de frango aumentou dez vezes.

Em sua entrevista ao Independent, McCartney - famoso por seu vegetarianismo - admite que, às vezes, em meio a tantos conselhos, pode ser difícil saber como contribuir para um mundo mais limpo, mais sustentável e mais saudável.

"Optar por um dia sem carne por semana é uma mudança significativa que todos podem fazer, e que vai até o centro de várias questões políticas, ambientais e éticas, tudo ao mesmo tempo", afirma o ex-beatle.

Celebridades

A família McCartney reuniu cerca de 40 celebridades - incluindo a cantora Kelly Osbourne, o cantor Mobi e a viúva de John Lennon, Yoko Ono - para um evento de lançamento da campanha Meat Free Monday na tarde desta segunda-feira, em um hotel no centro de Londres.

A ideia de McCartney e seus amigos não é nova. Em maio, a prefeitura da cidade belga de Ghent lançou uma campanha para tentar convencer seus cidadãos a abrir mão do consumo de carne pelo menos um dia por semana.

A campanha do ex-beatle e das autoridades belgas é uma reação a um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo o documento, a criação de animais gera mais gases responsáveis pelo efeito estufa do que o setor de transportes.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Quem disse o quê?

Gestos de amor dizem mais que poemas.

G.A.

Amanhã

Jack Johnson - George

domingo, 14 de junho de 2009

HOME

HOME, filme da autoria do realizador francês Yann Arthus-Bertrand, é constituído por paisagens aéreas do mundo inteiro e pretende sensibilizar a opinião pública mundial sobre a necessidade de alterar modos e hábitos de vida a fim de evitar uma catástrofe ecológica planetária.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Fotos do interior das ondas






Um ex-surfista americano agora se dedica a uma atividade inusitada: fotografar ondas de dentro delas.
Clark Little, de 39 anos, começou a fazer as imagens depois que sua mulher manifestou o desejo de ter uma foto para decorar a casa do casal, no Havaí.Há dois anos, ele vive do dinheiro que ganha com a venda das fotos."O mar é minha segunda casa e eu amo o que faço", disse Little. "Não existe para mim aquela sensação de encarar o trabalho como uma obrigação."

O fotógrafo conta que para obter as melhores imagens, ele utiliza uma câmera capaz de obter até dez fotos por segundo.As ondas que ele encara variam entre 90 cm e 4,5 m.
Muitas vezes, ele chegou a ser arremessado a até 10 m de distância de sua localização original.

"Sempre existe um risco para mim, por conta da força e tamanho das ondas. Mas minha experiência como surfista me deixa à vontade para encarar as ondas sem medo", afirmou.

sábado, 6 de junho de 2009

Programa de Desintoxicação - Ayurveda


Ação e reação

Quando executa qualquer ação, você raramente pensa nas conseqüências a longo prazo. Você está preocupado com os assuntos do momento. Mas, quando finalmente é confrontado com os resultados, você se assusta. Agradáveis ou desagradáveis, os resultados são inevitáveis. Se o açúcar for dissolvido em água, mesmo se você pensar que ele é veneno, ele lhe fará bem. Mas se o veneno for adicionado à água e você o beber, pensando que é garapa, ele será fatal. Os resultados estão baseados em suas ações, e não em suas fantasias.
Não há ação no mundo que seja desprovida de conseqüência. Essa é a lei da natureza. Por exemplo, quando um dedo é cortado por uma faca, imediatamente começa a sangrar. O resultado do corte é instantâneo. Porém, quando você planta uma semente, ela se torna um broto somente depois de alguns dias; para dar o fruto, leva alguns anos. Assim, toda ação tem uma conseqüência, mas o intervalo de tempo entre ação e resultado varia. É improvável que a pessoa que esteja consciente dessa verdade pratique qualquer ação errada, pois ela sabe que ações boas produzem resultados bons e ações ruins conduzem a conseqüências ruins. O reconhecimento da lei do carma fará os homens levarem vidas adequadas.

SATHYA SAI BABA

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sonhando alto

"É impossível você não perceber tudo que está acontecendo, mais impossível ainda é você imaginar que pode perceber tudo."

G.A.

Protegendo Jesus

Olá a todos, o video abaixo é uma brincadeira simulando se o "Exterminador do Futuro" voltasse no tempo de Cristo para salvá-lo da cruz. É um video muito engraçado que deixa claro que tudo o que acontece com a gente tem um propósito; um propósito divino.
Tenham um bom dia!


segunda-feira, 1 de junho de 2009

Existência Divina

Foram nos fenômenos mais sutis da natureza que encontrei a existência suprema. Foi ao perceber a sutileza da água, ao entender a sua importância para vida que bebi a Sua existência. Foi ao sorver o ar, sem nunca ter o visto com meus olhos, que respirei a Sua existência. Foi no ardor da pele após os primeiros raios de sol, numa manhã de céu azul, que senti Sua existência e foi nesse mesmo dia que ouvi Sua voz pela primeira vez, num abençoado canto de um bem-te-vi que me fez sorrir e entender que Deus está em tudo e tudo está em Deus, se comunicando conosco em todos os instantes, em todas as coisas, inclusive quando estou dormindo, em meus sonhos mais tranqüilos.

G. A.