quinta-feira, 29 de abril de 2010

O importante é o foco


Um paciente vai num consultório e diz pro psiquiatra:

- Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo.
Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima.
Estou ficando maluco!

- Deixe-me tratar de você durante dois anos.. - diz o psiquiatra.
- Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.

- E quanto o senhor cobra? - pergunta o paciente.

- R$ 120,00 por sessão - responde o psiquiatra.
- Bem, eu vou pensar - conclui o sujeito.

Passados seis meses, eles se encontram na rua.

- Por que você não me procurou mais? - pergunta o psiquiatra.

- A 120 paus a consulta, três vezes por semana, dois anos =R$ 37.440,00, ia ficar caro demais, ai um sujeito num bar me curou por 10 reais.
- Ah é? Como? - pergunta o psiquiatra.

O sujeito responde:
- Por R$ 10,00 ele cortou os pés da cama...

Muitas vezes o problema é sério, mas a solução pode ser muito simples...
HÁ GRANDE DIFERENÇA ENTRE FOCO NO PROBLEMA E FOCO NA SOLUÇÃO...

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dia da Terra

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Recompensa ecológica


Vídeo por:
Reuters







Assista ao video aqui





Na Grã-Bretanha, o cidadão que instalar algum sistema ecológico de energia em casa, como paineis solares, poderá vender a eletricidade que gerar ao governo.

Liga de fotógrafos escolhe melhores fotos de natureza de todos os tempos






A Liga Internacional de Fotógrafos pela Conservação (ILCP, na sigla em inglês) selecionou 40 imagens consideradas as mais belas fotografias de natureza feitas em todos os tempos para marcar a realização de um leilão na quinta-feira.

Muitas das imagens, doadas pelos fotógrafos ou seus representantes, serão vendidas no leilão, organizado pela Christie's em Nova York por ocasião do 40º Dia da Terra.

Continue lendo aqui

terça-feira, 20 de abril de 2010

El Circo de la Mariposa

Um video muito especial, está em inglês com legendas em espanhol, mas temos certeza que você vai entender...




segunda-feira, 19 de abril de 2010

Removendo o barro


Em Bangkoc, na Tailândia - Extremo Oriente - existem os mais famosos templos budistas da cidade. E dentre esses se destaca um denominado de o Templo do “Buda de Ouro”.

O templo em si é muito pequeno, provavelmente não mais do que 10 x 10 metros.
A presença de um Buda de ouro maciço, de 3,5 metros de altura, pesando mais de duas toneladas e meia, e avaliado em aproximadamente cento e noventa e seis milhões de dólares, é uma visão extremamente impressionante. Seu semblante gentil e bondoso, embora imponente, sorri permanentemente para os visitantes.

A história do Buda de Ouro é contada de forma bucólica em um pedaço de argila de uns vinte centímetros de espessura por trinta de largura, guardado dentro de uma vitrine. Ao lado, uma página datilografada descreve a história desta magnífica peça de arte.

A História

Por volta de 1957 um grupo de monges de um monastério precisava transferir um Buda de barro de seu templo para um novo local. O monastério teria que ser transferido para ceder espaço à construção de uma auto-estrada que atravessaria Bangkok.

Quando o guindaste começou a suspender o ídolo gigantesco, seu peso era tamanho que ele começou a rachar. E, como se isso não bastasse, começou a chover. O monge superior, que estava preocupado com os danos que pudessem ocorrer ao Buda sagrado, resolveu devolver a estátua ao chão e cobri-la com um grande encerado de lona para protegê-la da chuva.

Mais tarde, naquela noite, o monge foi verificar como estava o Buda. Acendeu sua lanterna sob o encerado para ver se o Buda continuava seco. Conforme a luz incidiu sobre a rachadura, o monge notou um pequeno brilho e achou estranho. Ao olhar mais de perto o reflexo da luz, perguntou-se se poderia haver algo sob o barro. Foi buscar um cinzel e um martelo no monastério e começou a retirar o barro.

À medida que derrubava fragmentos do barro, o pequeno brilho se tornava maior e mais forte. Muitas horas de trabalho se passaram até que o monge se deparou com o extraordinário Buda de ouro maciço.

Os historiadores acreditam que algumas de centenas de anos antes da descoberta do monge, o exército dos birmaneses estava prestes a invadir a Tailândia (chamada então de Sião). Os monges siameses, percebendo que seu país seria logo atacado, cobriram seu precioso Buda de ouro com uma camada externa de barro, a fim de evitar que seu tesouro fosse roubado pelos birmaneses. Infelizmente, parece que os birmaneses massacraram todos os monges siameses, e o bem-guardado segredo do Buda de Ouro permaneceu intacto até aquele dia em 1957.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Bhagavad Gita - O Canto Divino


Por que você se preocupa sem motivo?
De quem você tem medo, sem razão?
Quem poderia matá-lo?
A alma não nasce nem morre.
Seja o que for que aconteceu, foi para o bem;
o que quer que esteja acontecendo, está acontecendo para o bem;
o que quer que virá a acontecer, também será somente para o bem.
Não sofra pelo passado.
Não se preocupe pelo futuro.
É o presente que está acontecendo agora...
O que é que você perdeu, que o faz chorar?
O que será que você trouxe consigo, que acha que perdeu?
O que será que você construiu, que acha que foi destruído?
Você não trouxe nada,
seja o que for que você tenha, você recebeu daqui.
Seja o que for que você deu, você deu somente aqui.
O que quer que você pegou, você pegou de Deus.
O que quer que você deu, você deu a Ele.
Você chegou de mãos vazias,
você retornará de mãos vazias.
O que é seu hoje, pertenceu a alguém ontem,
e pertencerá a alguém depois de amanhã.
Você está desfrutando erroneamente do pensamento de que isto é seu.
A causa de seus sofrimentos é esta felicidade ilusória.
Mudança é a lei do Universo.
O que você acha que é morte, é certamente vida.
Num momento você pode ser um milionário
e no outro poderá estar afundado na pobreza.
Seu e meu, grande e pequeno,
Apague estas idéias de sua mente.
Pois tudo é seu e você pertence ao Todo.
Este corpo não é seu e nem você é deste corpo.
O corpo é feito de fogo, água, terra e éter
e um dia desaparecerá nestes elementos.
Porém a alma é eterna - então, quem é você?
Dedique seu ser a Deus.
Ele é o único em quem podemos confiar.
Aqueles que tem consciência de Seu amparo
são eternamente livres de medo, preocupações e tristezas.
Qualquer coisa que você faça, faça-o dedicado a Deus.
Pois isto lhe proporcionará, para sempre,
a enorme experiência da alegria e liberdade de viver.