quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

FELICIDADE TEM A VER COM RESPEITO, E NÃO COM RIQUEZA

FELICIDADE TEM A VER COM RESPEITO, E NÃO COM RIQUEZA

Pesquisas têm sugerido já há bastante tempo que dinheiro não compra felicidade. Um estudo publicado no anuário Psychological Science em julho de 2012 confirma essa descoberta e vai um passo além, alterando as premissas daquilo que consideramos como sendo “status elevado”: o resultado é que, se estivermos focando no dinheiro, estamos focando nacoisa errada.

Em vez disso, esse estudo descobriu que a felicidade está mais fortemente associada com o nível de respeito e admiração que recebemos dos nossos pares – amigos, colegas de trabalho, etc. Os pesquisadores desse estudo, liderados por Cameron Anderson, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, EUA, referem-se a esse nível de respeito e admiração como sendo nosso “status sociométrico”, em oposição ao nosso status socioeconômico.

Em um experimento, estudantes de faculdade que tinham alta pontuação em status sociométrico nos seus respectivos grupos – como por exemplo, no seu grupo acadêmico ou clube local – eram mais felizes do que seus colegas, ao passo que o status socioeconômico não previa felicidade.

Similarmente, um levantamento mais amplo e de âmbito nacional, que incluiu pessoas de uma variedade de origens, renda e níveis educacionais, descobriu que aquelas que se sentiam aceitas, queridas, inclusas e bem-vindas no seu grupo local eram mais felizes do que aquelas que eram simplesmente mais ricas.
“Você não precisa ser rico para ser feliz”, disse Anderson, “mas em vez disso ser um valioso membro contribuidor para seus grupos de pares”.

http://pss.sagepub.com/content/23/7/764

Nenhum comentário: